sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Don's B-day

Happy Birthday Don!

It was a great evening! Beautiful smiles with a lot of style.


The Brazilian food gave spice and warmth to the crowd... , besides few calories.


The guys added charm and pizazz...



The birthday boy was happy, trying on gifts and having


dear friends around to share such a nice atmosphere!


The candles brightened our heart and the cake sweetened our body and soul ...with just few more calories.


and we...struke the pose!




That was the formula: family+friends+food+music+love= Don's Special Day!








videoVideo of the party

sábado, 24 de novembro de 2007

Thanksgiving

Os primeiros Dias de Ação de Graças na Nova Inglaterra eram festivais de gratitude a Deus, em agradecimento às boas colheitas anuais. Por esta razão, o Dia de Ação de Graças é festejado no outono, após a colheita ter sido recolhida.
O primeiro deles foi celebrado em Plymouth, Massachusetts, pelos colonos que fundaram a vila em 1619. Após péssimas colheitas e um inverno rigoroso, os colonos tiveram uma boa colheita de milho no verão de 1621. Por ordem do governador da vila, em homenagem ao progresso desta em relação a anos anteriores, uma festividade foi marcada no início do outono de 1621. Os homens de Plymouth mataram patos e perus. Outras comidas que fizeram parte do cardápio eram peixes e milho. Cerca de 90 índios também atenderam a festividade. Todos comiam ao ar livre, em grandes mesas.


Porém, por muitos anos, o Dia de Ação de Graças não foi instituído como feriado nacional, sendo observado como tal em apenas certos Estados americanos como Nova Iorque, Massachusetts e Virgínia. Em 1863, o então presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln, declarou que a última quinta-feira do mês de novembro seria o dia nacional de Ação de Graças.
Mas em 1939, o presidente Franklin Delano Roosevelt instituiu que esse dia seria celebrado na terceira semana de novembro, com o intuito de ajudar o comércio, aumentando o tempo disponível para propagandas e compras antes do Natal (À época, era considerado inapropriado fazer propagandas de produtos à venda antes do Dia de Ação de Graças). Como a declaração de Roosevelt não era mandatória, 23 Estados adotaram a medida instituída por Roosevelt, e 22 não o fizeram, com o restante tomando ambas a quinta-feira da terceira e da quarta semana de novembro como Dia de Ação de Graças. O Congresso americano, para resolver este impasse, instituiu então que o Dia de Ação de Graças seria comemorado definitivamente na quinta-feira da quarta semana de novembro, e que seria um feriado nacional.

Tanto nos Estados Unidos quanto no Canadá, o Dia de Ação de Graças é geralmente um dia quando as pessoas utilizam o tempo livre para ficar com a família, fazendo grandes reuniões e jantares familiares. É também um dia em que muitas pessoas dedicam seu tempo para pensamentos religiosos, serviços na igreja e orações.
O Dia de Ação de Graças é celebrado também com grandes desfiles e, nos Estados Unidos, com a realização de jogos de futebol americano. O principal prato típico do Dia de Ação de Graças geralmente é peru, o que dá ao Dia de Ação de Graça o nome de "Dia do Peru"(turkey day).

Nossa família passou o Thanksgiving na casa dos pais de Shayne, marido de Mailua. Cada convidado levou um ou mais pratos prá o jantar. Tradicionalmente esse "jantar" é servido por volta das 3 horas da tarde e é composto de Peru, o principal prato; purê de batata e/ou purê de abóbora; geléia de cramberry, uma frutinha da região, etc. As sobremesas tradicionais são tortas de maçã e abóbora, produtos bastante comuns nessa época.
Só prá contrariar eu levei pudim de leite condensado, como sobremesa e torta de sardinha, como prato salgado.
Tomamos muito vinho e foi superdivertido e descontraído. Obrigada a Geri e Al (pais de Shayne) por nos proporcionar um momento tão gostoso, em todos os sentidos falando.

videoVídeo do Thanksksgiving
Fonte da primeira foto e história: Wikipidia

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Krishnamurti

Jiddu Krishnamurti nasceu na Índia em 1895 e a partir dos treze anos de idade passou a ser educado pela Sociedade Teosófica, que o considerava o veículo para o "Instrutor do Mundo", cujo advento proclamavam. Krishnamurti logo emergiu como um poderoso, descompromissado e inclassificável instrutor, cujas palestras e escritos não estavam vinculadas a nenhuma religião específica, não sendo do Oriente nem do Ocidente, mas para o mundo todo. Repudiando com firmeza a imagem messiânica, em 1929 dissolveu dramaticamente a grande e rica organização que havia sido criada à sua volta, e declarou ser a verdade "uma terra sem caminhos", à qual nenhuma religião formalizada, filosofia ou seita daria acesso.
Nesta ocasião, um repórter, considerando um ato espetacular dissolver uma organização com milhares de membros, perguntou-lhe quem se interessaria em escutá-lo, se não queria seguidores? K. respondeu:- "Se houver apenas cinco pessoas que queiram escutar, que queiram viver, que tenham a face voltada para a eternidade, será o suficiente. De que servem milhares que não compreendem, completamente imbuídos de preconceitos, que não desejam o novo(...)? Gostaria que todos os que queiram compreender sejam livres, não para me seguir, não para fazer de mim uma gaiola, que se torne uma religião, uma seita. Deverão estar livres de todos os temores (...), do medo da espiritualidade, do medo do amor, do medo da morte, do medo da própria vida."


Pelo resto de sua vida Krishnamurti insistentemente rejeitou a posição de guru que tentaram lhe impingir. Continuou a atrair grande audiência através do mundo, mas não reivindicava autoridade, não queria discípulos, e falava sempre como um indivíduo fala a outro. No cerne do seu ensinamento estava a conscientização de que é possível produzir mudanças fundamentais na sociedade apenas pela transformação da consciência individual. Enfatizava constantemente a necessidade de auto conhecimento, e da compreensão da influência restritiva e separativa dos condicionamentos religiosos e nacionalistas. Apontava sempre para a necessidade urgente de abertura, do "vasto espaço no cérebro no qual há inimaginável energia". Isto parece ter sido a fonte de sua própria criatividade e a chave para seu impacto catalítico sobre uma ampla gama de pessoas.
Krishnamurti continuou falando pelo mundo até sua morte, em 1986, aos noventa anos de idade. Suas palestras e diálogos, diários e cartas têm sido preservados em livros e gravações.
Falou em várias universidades, a professores e a grupos de estudantes, nos EUA, na Europa e Índia. Foi freqüentemente procurado por pensadores e cientistas, com os quais estabeleceu debates.
A educação constituiu sua principal preocupação, desde muito jovem, tendo fundado várias escolas. Hoje estes centros educacionais são renomados e recebem jovens de todas as partes do mundo. As mais famosas são as de Brockwood Park, na Inglaterra, para jovens a partir de quatorze anos, a de Rishi Valley, na Índia, que recebe crianças a partir de sete anos, e a de Oak Grove, nos EUA, com alunos a partir de três anos e meio de idade.

Fonte: http://www.krishnamurti.org.br/

domingo, 18 de novembro de 2007

O Poeta de Cara Vermelha

Tudo pra mim é matéria de poesia, principalmente as pessoas que moram dentro da minha cidade interior.
Dentro de mim há ruas, casas, luzes e pessoas.
E em cada cômodo, planto e rego uma poesia, meu respirar,
Meu correr de sangue
Meu bater de coração.
Vou insistir tanto, que o belo ficará mais belo.
Que o mal sairá pelas portas, janelas e orifícios,
E que minha cidade terá mais luzes e pessoas
Bichos, plantas e água que limpa e mata a sede.
Vou insistir tanto, que alguém dirá pelos olhos:
- Lá vai passando um anjo semeando poesias em nossos
Cômodos de dentro.
Lá vai um anjo.
Lá vai um poeta de cara vermelha.

Vou insistir tanto, que meu nome só será poeta.
Como árvore só é árvore.
Como pedra só é pedra, mesmo dentro do rio.


JeanClaudio
14/11/07


sábado, 17 de novembro de 2007

O Medo


Vivendo com Medo

Todos os vossos medos são sub produtos da identificação.Você ama um homem(mulher) e com o amor, na mesma proporção vem o medo: ele(a) pode lhe deixar – ele(a) já deixou alguém e veio para você. Há um precedente, talvez ele(a) faça o mesmo com você. Existe medo, você sente nós no estômago. Você está apegado demais.Você não pode entender um simples fato: você veio ao mundo só; você esteve aqui ontem também, sem esse(a) homem(mulher), perfeitamente bem, sem nós no estômago. E amanhã, se esse(a) homem(mulher) for embora... Qual é a necessidade dos nós no estômago? Você sabe como ficar sem ele(a), e você será capaz de ficar sem ele(a).O medo de que as coisas possam mudar amanhã... Alguém pode morrer, você pode ir a falência, seu emprego pode ser tirado. Há mil e uma coisas que podem mudar. Você está sobrecarregado com mais e mais medo, e nenhum deles é válido... porque ontem também você estava cheio com todos esses medos, desnecessariamente. As coisas podem ter mudado, porém você ainda está vivo. E o homem possui uma imensa capacidade de ajustar-se a qualquer situação.Eles dizem que somente o homem e as baratas possuem essa imensa capacidade de ajustamento. Eis porque aonde quer que você encontre o homem você também encontrará baratas, e aonde quer que você encontre baratas você irá encontrar o homem. Eles convivem juntos, eles têm uma similaridade. Até mesmo nos lugares distantes como os pólos Norte e Sul... Quando o homem viajou para esses lugares logo descobriu que tinha trazido baratas com ele, e elas estavam perfeitamente saudáveis, vivendo e se reproduzindo.
Se você apenas olhar ao redor da terra você pode ver que o homem vive em milhares de climas diferentes; situações geográficas, situações políticas, situações sociológicas, situações religiosas, contudo ele consegue viver. E ele tem vivido por séculos... As coisas prosseguem mudando, ele vai se ajustand0.

Não há nada a temer. Mesmo se o mundo acabar, e daí? Você estará acabado com ele. Você acha que você ficará numa ilha e o mundo inteiro acabará, deixando-o sozinho? Não se preocupe. Você terá pelo menos algumas baratas com você!Qual o problema se o mundo acabar? Isso me tem sido perguntado muitas vezes. Mas qual é o problema? – Se ele acabar, ele acaba. Isso não cria nenhum problema porque não estaremos aqui; estaremos acabados com ele, e não haverá ninguém para se preocupar com isso. Será realmente a maior libertação do medo.O fim do mundo significa que todos os problemas terminaram, todo o fim da perturbação, todo o fim dos nós no estômago. Não vejo problema.
Mas sei que todo mundo está cheio de medos.Mas a questão é a mesma: o medo é parte da mente. A mente é uma covarde, e tem que ser uma covarde porque ela não tem qualquer substância. Ela é vazia e oca, e tem medo de tudo. E basicamente ela teme que um dia você possa ficar cônscio. Isso será realmente o fim do mundo! Não o mundo acabar, mas sim, você tornar-se cônscio, você chegar a um estado de meditação onde a mente tem que desaparecer. Esse é o medo básico. Por causa desse medo isso mantém as pessoas longe da meditação, torna-os inimigos de pessoas como eu que está tentando espalhar algo da meditação, alguma coisa da conscientização e do testemunhar. Eles se tornam antagonistas com relação a mim. Não sem nenhuma razão, o medo deles está bem fundamentado.
Eles podem não estar cientes disso, mas a mente deles realmente teme chegar perto de qualquer coisa que possa criar mais consciência. Isso será o princípio do fim da mente. Isso será a morte da mente. Mas para você não existe nenhum medo. A morte da mente será o seu renascimento, seu começo de realmente viver. Você deve ficar feliz, você deve regozijar-se na morte da mente, porque nada pode ser uma liberdade maior. Nada mais pode lhe dar asas para voar no céu; nada mais pode tornar todo o céu seu.A mente é uma prisão.Consciência é sair da prisão – ou compreender que nunca esteve na prisão; apenas pensava que estava na prisão. Todos os medos desaparecem.
Também estou vivendo no mesmo mundo, mas nunca senti por um momento sequer qualquer medo porque nada pode ser tirado de mim. Posso ser morto, contudo estarei vendo isso acontecer, desse modo, o que está sendo morto não sou eu, não é minha consciência.A maior descoberta na vida, o tesouro mais precioso, é o da conscientização. Sem isso você está destinado a ficar na escuridão, cheio de medos. E você irá continuar criando novos medos; não há um fim para isso. Você irá viver no medo, você irá morrer no medo, e você nunca será capaz de sentir o sabor da liberdade. E isso era o tempo todo seu potencial; a todo o momento você podia tê-lo reclamado, mas você nunca o reclamou.É sua responsabilidade.
Texto: Osho

























sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Baby Jesse


(Helen Steiner Rice)
A wee bit of heaven drifted down from above -
A handful of happiness, a heartful of love.
The mystery of life, so sacred and sweet -
The giver of joy so deep and complete.
Precious and priceless, so lovable, too -
The world's sweetest miracle, baby, is you.


His name is Jesse Wellington Campbell, son of Christina and Skip. He came to this world in the hands of midwives, on Sunday, November 11th, 2007 in Toronto- Canada.

From the Hebrew name יִשַׁי (Yishay) which possibly meant "gift", "wealthy". Jesse was the father of King David in the Old Testament. A Jesse tree is often depicted in stained glass windows in churches. It is a genealogical chart tracing the descendants of the house of David to Jesus Christ.




Congratulations To Mom and Dad and a welcome to this cute baby, wishing health and happiness.




You did it!



segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Bolsa de Barbante

Veja que bolsa mais linda e fácil de fazer. O fio usado é o cordão ou barbante, na espessura que quiser, dependendo da rusticidade do produto final. Se quiser uma bolsa para praia, use o fio mais grosso ou então o mais fino, se quiser uma bolsa para passeio.
Faça 16 quadrados seguindo o gráfico ao lado, depois é só uni-los de acordo o esquema de montagem abaixo. Para a união, você pode usar correntinhas ligando um quadrado ao outro nos lugares indicados ou então, costure-os com agulha de tapeçaria em ponto comum.

Compre duas alças para bolsas em lojas de material para artesanato. Se não achar na forma que essa receita está sugerindo, adapte a sua receita de acordo as alças que conseguiu achar.
Depois de unir os quadrados, faça aros de correntinhas para unir os quadrados à alça.
Boa sorte!


























domingo, 11 de novembro de 2007

Alexis Vinícius

Auto-Retrato




























Ele é talentoso, sensível, inteligente, arquiteto, pintor, sobrinho, amigo, vice-presidente do Comvida, arrebatador de corações, filho exemplar, bom de copo, baterista, violonista...

Se eu ficar babando desse jeito, o blog vai ficar tão aguado que transbordará nos teclados de todo mundo! mas a verdade tem que ser dita!!!! Portando, as imagens dos seus trabalhos falarão por si só.

Esse é mais um artista da família que recebe minha homenagem singela e a quem agradeço por tudo, inclusive por ter feito minha casa do Buscaville(vê fotos de 2 a 5 de cima prá bx) .

Quem quiser saber mais, clique http://www.alexisvinicius.com.br/








sábado, 10 de novembro de 2007

Teri Ford







Ela é muito talentosa, além de pintora também é cantora! Suas pinturas mostram cores fortes, delineando uma personalidade rica e cheia de emoções.



As mulheres retratadas são sempre enigmáticas, mas deixando transparecer um pouco o conteúdo forte e ao mesmo tempo tempestuoso como mostra o auto-retrato da mulher dos cabelos cor de fogo.

Seu nome é Teri Ford, companheira de Stanley Levinstone meu cunhado. Eles moram numa linda casa nos arredores de Atlantic City.
Esta é mais uma homenagem aos artistas da família, pequena, mas com a intenção de divulgar todos esses talentos tímidos e escondidos.
Parabéns Teri pela sua arte!




terça-feira, 6 de novembro de 2007

Crisântemos
















À 100 milhas de Boston mais ou menos, está localizada Northampton, uma cidadezinha tradicional da região, onde se situa o Smith College, uma universidade com um campus espetacular, cheio de jardins impressionantes. As cores externas do outono estão esvanescendo, em contrapartida, uma gama de cores está começando dentro de uma das estufas da Universidade. É o show anual de Crisântemos, onde estão sendo exibidos arranjos espetaculares de exóticas variedades treinadas como arvoretas, cascatas no estilo japonês e híbridos multicoloridos.


Para aumentar meu conhecimento e meu deleite, Don e eu visitamos o show desse ano. Fiquei maravilhada com a beleza dessas flores, sem falar na diversidades das formas e cores. Desfrute as fotos e veja por si mesmo como a natureza é mais pródiga ainda quando comungada com o homem.




video
Video do show































sábado, 3 de novembro de 2007

Shayne Holland

Por que não falar sobre um genro artista? Ele é talentoso como compositor e tem uma voz fabulosa! sem mencionar sua prolificidade. Tem mais de mil músicas compostas até agora. Sua influência musical varia do clássico, blues, passando pelo pop. Pianista auto-didata, ele evoluiu como cantor e compositor desde os tempo de adolescência e quando entrou na Universidade, tocou com muitas bandas locais. Depois de alguns anos na estrada, ele resolveu partir para a carreira solo e se dedicou completamente a gravação dos seus CDs. Recentemente, concluiu a gravação de seu quarto CD.

Além de artista, é um ser humano maravilhoso, cheio de carinho e amor prá todos.
Shayneee, espero que atinja suas metas o mais breve possível com o merecido reconhecimento do público em geral, por que o público doméstico, já conquistou à muito tempo.

Sucesso!









She has thoughts in all the right places, to my words she makes all the right faces
My own words, my simple words, my complicated words, my light words, my heavy words

Ohhh, You're so enlightening, you strike like lightening, ya
I'm struck by you, I'm struck by you what can I do

She lights the night, colors in my days, I lose my words when she comes my way
I'm struck by you, I'm struck by you what can I do, oooo, oooo

ya it's funny how you always have time to stay when everyone is walking, ohh

The end could be near but who would care
I'm struck by you, I'm struck by you, what can I do, ya

I'm struck by you, will ya help me through, I'm struck by you what can I do,
I'm struck by you, hey I'm struck by you, all that you do



Se quiser saber mais ou ouvir suas músicas, clica nos links abaixo

Sobras do Banquete

Quem é tricoteira ou crocheteira sabe que sempre temos restos de linha ou lã que sobram dos diversos trabalhos. O que fazer com tanta sobra? Prá aproveitar qualquer tipo, qualquer cor, qualquer textura o melhor a fazer é usá-los numa colcha de crochê, composta de quadrados, onde se determinha um tamanho padrão de cada quadrado, assim não importa a lã ou linha usados. Eu fiz essa colcha aí das fotos com todo tipo de sobra que eu tinha e para criar uma unidade, eu permei os quadrados e a borda com uma cor específica , no caso, o preto e o vermelho.

Quando se quer mais delicadeza ou sofisticação, escolhe-se uma família de cores, ou cores próximas, como no caso do xale de tricô. Eu usei o branco como base e as cores próximas a ele como o bege, bege metálico e marron claro. Usei um ponto bem aberto e agulhas grossas, não importando a espessura da linha, daí a textura mais delicada. Prá dá um toque macio e aconchegante, além de esquentar um pouco mais, usei lãs esfiapadas que dão aquele ar de pele, tão apreciado para o inverno.

No caso do casaquinho, as linhas eram quase da mesma espessura, apenas variando as cores, quase todas elas da mesma família, exceto o verde que deu uma avivada ao conjunto.





















ClickComments