sábado, 13 de outubro de 2007

Quem é Osho?


Eu já tinha ouvido falar sobre Osho nos idos dos anos 70/80 (nessa época ele chamava Rajneesh) . Esses boatos denegriam o caráter dele como o guru de um culto onde todos faziam sexo entre si e tomavam drogas. Portanto, a impressão que eu tinha era a pior possível. Só agora, nos anos 2000 que eu voltei a ter contato com a sua filosofia por indicação dos meus amigos Miguel e Edson. Deixei o preconceito de lado e li vários livros. Fiquei completamente apaixonada pela sua filosofia.
Como ponto de partida, estou postando uma pequena biografia e mais prá frente, um pouco da filosofia.








Osho é um mestre com um profundo conhecimento da filosofia oriental e ocidental. Os seus discursos e as suas técnicas de meditação representam uma rara oportunidade de crescimento espiritual para aqueles em busca de uma profunda transformação interior. Tom Robbins, um dos maiores escritores norte-americanos, o descreve como "o homem mais perigoso desde Jesus Cristo." O Dalai Lama se referiu a ele como "um mestre iluminado, que está trabalhando com todas as possibilidades para ajudar a humanidade a ultrapassar uma fase difícil no desenvolvimento da consciência."
--------------------------------------------------------------------------------
Osho graduou-se em Filosofia na Universidade de Sagar com honras de primeira classe. Foi professor na Universidade de Jabalpur por nove anos. Enquanto isso, ele viajou por toda a Índia dando palestras e campos de meditação.
Por mais de 35 anos, Osho trabalhou diretamente com pessoas que vieram a ele, compartilhando a sua visão do "Novo Homem" e as inspirando a experimentar uma vida baseada na meditação. Fazendo uma ponte entre as antigas verdades de épocas mais simples com a realidade atual do homem, ele criou numerosas técnicas que abriu caminhos para que os buscadores experimentassem a máxima experiência. Vendo que se precisava lidar com as complexidades da vida, ele trabalhou muito intimamente com eminentes terapeutas do ocidente para criar novas terapias baseadas na meditação.
Osho deixou o seu corpo em 19 de janeiro de 1990. Apenas algumas semanas antes, foi-lhe perguntado o que aconteceria ao seu trabalho depois que ele se fosse. Ele disse:
"A minha confiança na existência é absoluta. Se existe alguma verdade naquilo que estou dizendo, ela irá sobreviver... As pessoas que continuarem interessadas no meu trabalho, simplesmente irão carregar a tocha, mas sem impor nada a ninguém..." "Eu permanecerei como uma fonte de inspiração para o meu povo... Eu quero que eles façam crescer, por si mesmos, qualidades como amor, ao redor do qual nenhuma igreja pode ser criada, como consciência, que não é monopólio de ninguém; como celebração, regozijo, e que permaneçam inocentes, com os olhos de uma criança..." "Quero que o meu povo conheça a si mesmo, que não sigam as expectativas dos outros. E a maneira é ir para dentro de si."
Milhares de discursos foram publicados em mais de 650 volumes, incluindo traduções em mais de 30 línguas, grande parte dos quais está disponível nas suas gravações originais em áudio e vídeo.
A cada ano, cerca de 10.000 pessoas viajam à Osho Commune International para participar do "Buddhafield" (o campo de energia de um Buda), onde muitas meditações, atividades criativas e programas de crescimento são oferecidos.
"Minha mensagem não é uma doutrina, não é uma filosofia. A minha mensagem é uma certa alquimia, uma ciência da transformação." OSHO
Fonte: Portal Verde

Um comentário:

ClickComments